terça-feira, 11 de outubro de 2011

ACHEI MEU SALVADOR...



“Ele se chamará Jesus, porque salvará o seu povo dos pecados deles”.

       Um dos meus irmãos me ligou e contou essa história, ele estava na cidade em Macapá, participando de um culto, e o meu amigo Luiz de Carvalho estava cantando e ministrou para todos á história que passo para você.
       “Uma casa estava pegando fogo e as pessoas que estavam assistindo sem ter muito o que fazer, ouviram os gritos de uma criança, um senhor arriscou sua vida e rompeu o fogo e numa atitude corajosa conseguiu salvar a criança, entretanto, seu corpo foi deformado pelo fogo. Anos depois aquela criança cresceu e se tornou uma mulher importante na sociedade, um dia ela estava chegando em casa com seu esposo, um médico bem sucedido e percebeu que havia um cidadão pedindo comida para sua empregada que não o tratou com devido carinho. A mulher desceu do carro, levou aquele homem para  cozinha e preparou um saboroso almoço para ele comer. Enquanto o cidadão comia ela observou que parte do seu rosto era deformada, ela questionou o que havia acontecido e ele respondeu: “Há muitos anos atrás  passava pela rua e viu um casa pegando fogo e ao ouvir gritos de uma criança, ele rompeu o fogo e salvou aquela criança, porem, o seu corpo ficara deformado pelo fogo”.  enquanto ele falava a senhora chorava copiosamente. Ele perguntou: -  Por que choras? Ela abraçou-se com ele e gritou: - “Achei meu salvador! Achei meu salvador”.  Disse a mulher: - “Eu era aquela criança”.

       Meu amigo, Jesus deu a sua vida por nós. Ele disse: “O filho do homem não veio para ser servido, mas para servir e dá a sua vida em resgate de muitos”  e o poeta canta: “Achei um bom amigo, Jesus o Salvador, dos milhares o escolhido para mim. Ele é a luz do mundo a estrela do manhã que purifica e guarda até o fim. Consolador amado, meu Protetor do mal...”
       Você que confessa Jesus como seu Salvador, agradeça a Deus e diga com todo entusiasmo e louvor: “Achei meu Salvador! Achei meu Salvador.”


Pastor Inaldo Peixoto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário